CELEBRAÇÕES NA MATRIZ:
SEXTA E SÁBADO: 19H
DOMINGO: 07h - 10h - 19h
previous arrow
next arrow
Slider

Papa explica como alcançar a paz doada por Jesus

O Papa Francisco convidou, durante a homilia da missa celebrada nesta terça-feira, 21 de maio, na Casa Santa Marta, a buscar a paz de Jesus e vivê-la “na vida cotidiana, nas tribulações e com aquele pouquinho de senso de humor que nos faz respirar bem”.

O Santo Padre destacou que essa paz de Jesus é necessária para superar as tribulações e dificuldades com as quais as pessoas podem se encontrar por toda a vida.

Em sua homilia, o Papa levantou a questão de como é possível conciliar as tribulações que São Paulo sofre no episódio dos Atos dos Apóstolos desta terça-feira, com as palavras de Jesus aos Apóstolos na Última Ceia: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo”.

“A vida de perseguições e tribulações parece uma vida sem paz”, reconheceu Francisco. No entanto, lembrou as bem-aventuranças pronunciadas pelo próprio Jesus: “Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo, falarem todo mal contra vós por minha causa”.

O Pontífice destacou que, precisamente, “a paz de Jesus caminha com esta vida de perseguição, de tribulação”. É “uma paz que é muito profunda em relação a todas essas coisas. Uma paz que ninguém pode tirar, uma paz que é um dom, como o mar que na profundidade é tranquilo e, na superfície, existem as ondas”.

“Viver em paz com Jesus é ter esta experiência dentro, que permanece durante todas as provações, todas as dificuldades, todas as ‘tribulações’”, assegurou.

Colocou como exemplo os santos, que viveram a última hora sem “perder a paz”. Assim, lembrou que os mártires iam “ao martírio como convidados às núpcias”.

O Santo Padre destacou que “a paz de Jesus, nos ensina a ir avante na vida. Ela nos ensina a suportar. Suportar: uma palavra que nós não entendemos bem o que significa, uma palavra muito cristã, que é carregar sobre os ombros”.

“Suportar: carregar a vida sobre os ombros, as dificuldades, o trabalho, tudo, sem perder a paz. Ou melhor, carregar sobre os ombros e ter a coragem de ir avante. Isso se entende somente quando há o Espírito Santo dentro, que nos dá a paz de Jesus”.

O Papa também enfatizou que essa paz é um “presente prometido por Jesus” e só com ela as maiores dificuldades podem ser enfrentadas.

“A pessoa que vive esta paz jamais perde o senso de humor. Sabe rir de si mesma, dos outros, ou melhor, da própria sombra, ri de tudo…”, destacou. Tem “este senso do humor que está tão próximo da graça de Deus”.

Fonte: ACIDIGITAL

Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Rua Cel. Aurelino,8 - Formiga-MG 37 3321-2955