CELEBRAÇÕES AOS DOMINGOS:
07h - 10h - 17h e 20h
previous arrow
next arrow
Slider

Os benefícios da Eucaristia para a vida interior

Incontáveis são os benefícios da Sagrada Eucaristia para uma vida interior em Deus. Identificar esses favores nos tornam pessoas melhores e mais comprometidas com o Evangelho. O Catecismo da Igreja diz que “a Eucaristia é o memorial da Páscoa de Cristo, isto é, da obra da salvação realizada pela Vida, Morte e Ressurreição de Cristo, obra tornada presente pela ação litúrgica” (CIC 1409).

Assim, na Eucaristia, somos convidados a participar da graça que esse sacramento nos confere. Trata-se da salvação em Jesus Cristo pelo Mistério Pascal que, também, nos conduz para outros benefícios em nosso interior. Vejamos alguns benefícios da Eucaristia para uma vida interior:

O Papa Francisco, em homília na Casa de Santa Marta, afirmou que é preciso “guardar um pouco de silêncio para escutar a Deus que nos fala com a ternura de um Pai e de uma Mãe”. Pois, para ouvir essa voz terna, é imprescindível um caminho de vida interior.

Diante de um mundo informatizado e de rápidas transformações, constata-se que o homem tem se perdido, muitas vezes, no ativismo. Além disso, perde-se na busca frenética por status, posição, poder e tantas outras realidades. Essas situações induzem a pessoa a olharem mais para o exterior do que para o interior. Dessa forma, percebe-se o descuido com o silêncio que nos leva à interioridade. Esse silêncio não é simplesmente parar de falar ou evitar ruídos, mas uma postura profunda de quem quer ouvir Aquele que muito nos tem a falar.

Três benefícios da Eucaristia para uma vida espiritual

Na Eucaristia somos provocados a ouvir o Senhor no silêncio do nosso coração, porque Ele quis fazer morada em nós. Com isso, na vida interior, vale recordar o que dizia Santo Agostinho: “Deus está acima do que em mim há de mais elevado e, é mais interior do que aquilo que eu tenho de mais íntimo”. Imaginemos, portanto, a intimidade que temos ao entrarmos em comunhão com o Corpo e Sangue de Jesus. O íntimo do nosso interior acolhe Aquele que nos é mais íntimo do que nós somos de nós mesmos.

A Palavra diz: “a seguir, tomou o pão, deu graças, partiu-o e lhes deu, dizendo: ‘Isto é o Meu Corpo, que é dado por vós’” (Lucas 22,19). Jesus, na Última Ceia com Seus discípulos, dá-nos Seu próprio Corpo e Sangue.

Eucaristia e oração

Jesus sempre mostrou o caminho da oração. Por várias vezes, Ele retirou-se para estar com o Pai, como é narrado no Evangelho. Logo após a primeira multiplicação dos pães, Ele “subiu à montanha, a sós, para orar. Anoiteceu, e Jesus continuava lá sozinho” (Mateus 14, 23). Assim, na vida interior em Deus, é importante compreendermos que a oração é “a elevação da alma a Deus ou o pedido a Deus dos bens convenientes” (CIC 2559). Ou seja, orar é colocar-se na presença do Senhor; é estar, ouvir, falar e deixar-se envolver por Ele.

Dessa forma, a participação na Eucaristia nos beneficia na vivência interior da oração, pois a alma se eleva diante de um Deus que é próximo. Essa experiência acontece num espaço concreto e real, que é na Igreja. O Catecismo nos diz que “a Eucaristia é o coração e o cume da vida da Igreja, porque nela Cristo associa a sua Igreja e todos os seus membros, ao Seu sacrifício de louvor e de ação de graças, oferecido ao Pai uma vez por todas na Cruz; por este sacrifício, Ele derrama as graças da salvação sobre o seu corpo, que é a Igreja” (CIC 1407).

Assim, na Eucaristia, somos beneficiados com o melhor lugar para nos encontrarmos com Deus, o nosso coração. Que bom será quando todos tiverem a clareza de Santa Teresinha do Menino Jesus que diz: “A oração é um impulso do coração, é um simples olhar lançado ao Céu, um grito de reconhecimento e amor no meio da provação ou no meio da alegria” (CIC 2558). Porque a oração na vida interior tem como reflexo: o amor e a alegria.

Eucaristia e a santificação

São João Paulo II, na sua Encíclica Ecclesia de Eucharistia diz: “A Igreja vive da Eucaristia”. Dessa forma, os que vivem na Eucaristia caminham na Igreja num processo de santificação e de profunda vida interior. A esse respeito é importante dizer que a Eucaristia é fonte de santidade e vida.

A Bíblia nos ensina em I João 2,6 que “aquele que afirma permanecer n’Ele deve viver como Ele viveu”. Viver como Jesus, pensar como Jesus, falar como Jesus é buscar ser semelhante a Ele. Assim, seguir os passos de Cristo só é possível por Sua graça, já que “tudo o que Cristo viveu foi para que pudéssemos viver n’Ele e para que Ele vivesse em nós.

Nós somos chamados a ser uma só coisa com Ele. Ele nos faz partilhar (comungar) como membros de Seu corpo, de tudo o que Ele, por nós e como nosso modelo, viveu em Sua carne” (CIC 521). Portanto, façamos nossa parte e estejamos unidos a Cristo na Eucaristia, em comunhão com Seu Corpo e Sangue que nos santifica.

Os benefícios de santificação pela Eucaristia são diários, já que, “tendo Cristo passado deste mundo ao Pai, dá-nos na Eucaristia o penhor da glória junto d’Ele: a participação no Santo Sacrifício nos identifica com o seu coração, sustenta as nossas forças ao longo da peregrinação desta vida, faz-nos desejar a vida eterna e nos une já à Igreja do Céu, à Santíssima Virgem e a todos os santos” (CIC 1419).

Portanto, Jesus pela Sua Paixão, Morte e Ressurreição nos deu a salvação. Em vista disso, podemos  alcançar todos os benefícios que a Eucaristia nos concede diariamente. Ao participarmos de tão grande mistério de doação total de Deus ao homem, vivemos uma verdadeira vida interior e, assim, poderemos dar frutos de santidade.

Fonte: Canção Nova

Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Rua Cel. Aurelino,8 - Formiga-MG 37 3321-2955