CELEBRAÇÕES AOS DOMINGOS:
07h - 10h - 17h e 20h
previous arrow
next arrow
Slider

O que ensinar aos nossos filhos pequenos sobre o Papai Noel?

Como falar do Papai Noel para o meu filho?

Veja o dilema de uma mãe que me procurou há alguns dias: “Como falo do Papai Noel para meu filho de dois anos? Sou católica e não quero incentivá-lo a acreditar que quem traz os presentes no Natal é o Papai Noel. O que faço? Já digo a ele que o Papai Noel não existe e pronto? Só que os avós e parentes vão dizer que o Papai Noel mandou aquele presente! E agora?”.

Bom, tenho uma ótima notícia para você e para essa mãe: o Papai Noel existiu de verdade, e hoje mora no céu! São Nicolau é um santo da Igreja Católica, que deu início à tradição do Papai Noel.

A tia Adelita nos conta: “São Nicolau, ou Papai Noel como o chamamos, representa a bondade, a caridade, a partilha de nossa felicidade por meio dos presentes, pelo nascimento do Menino Jesus.” Ele era um bispo que se tornou santo, que ajudava os necessitados levando a eles o que lhes era necessário.

“E como Nicolau virou Noel? Foi nos Estados Unidos, em 1822. Um professor de Nova York, Clemente Clark Moore, escreveu uma história em forma de poema para seus filhos. O poema era chamado: “Uma visita de São Nicolau”.

E então, Papai Noel existe ou não existe?

Uma criança de dois anos não vai entender se dissermos que Papai Noel não existe! E se insistirmos nisso, talvez percamos uma beleza que poderíamos aproveitar. O que tive a experiência de viver foi explicar tudo isso a eles gradativamente, à medida que cresciam.

Num primeiro momento, quando ainda pequenos, ao ouvirem todo falatório sobre o Papai Noel e verem as fotos e imagens dele, contávamos a história de São Nicolau. “O Papai Noel é um santo, e se chama São Nicolau”. Mostramos a história real do bispo São Nicolau. À medida que foram crescendo, explicamos: Veja, hoje, muitos usam a imagem de São Nicolau, mas pensam só nos presentes, no comércio, em comprar e vender, mas se esquecem do mais importante: o nascimento de Jesus, o verdadeiro aniversariante do Natal.”

A cada tempo, a cada idade, íamos explicando, até chegar a hora de dizer que o Papai Noel, como ficam mostrando hoje em dia e aguardando, ansiosamente, um presente dele, esse sim não existe. Mas lembramos, de novo, que o verdadeiro Papai Noel existiu e se chama São Nicolau.

De quem é a festa?

Sabe o que sustentou todas as fases e todas as idades, desde que eram pequeninos até a adolescência? Sempre ensinar que o Natal é o aniversário de Jesus! Ele é o aniversariante! Ele recebeu presentes dos reis magos, e daí o costume de presentear no Natal! O que temos que firmar em nossas casas e em nossas famílias é o nascimento do Rei Jesus, o nascimento de Nosso Senhor e Salvador! Essa é a maior festa do Natal!

A Missa, na noite do dia 24, a entrada do Menino Jesus que o padre coloca no presépio, os cantos maravilhosos de Natal! Sim! Essa é a verdadeira festa! Esse é o verdadeiro aniversariante, motivo do Natal existir: Jesus. E quanto ao Papai Noel, continuemos a pedir sua intercessão, pois São Nicolau, estando no céu, pode muito bem nos socorrer e atender nossas preces. Que belo saber que, no início de tantos costumes, na maioria das vezes, encontramos nossa fé católica. Ensinando isso aos nossos filhos, a beleza do Natal original e de seus costumes não se perderá!

Na minha família, o Menino Jesus fez toda diferença!

Uma outra mãe, com dois filhos já adolescentes e um jovem, viveu uma experiência linda com o Menino Jesus que partilho com você.

“Lá em casa”, dizia ela, “o Menino Jesus ficava num lugar de destaque. Primeiro, ficava no berço, até aquele meu filho esperado nascer. Depois, ficava no quarto. Na noite de natal, com a árvore montada, saímos todos para a Missa, mas quando as crianças já estavam no carro, o meu esposo voltava para dentro de casa, colocava o Menino Jesus aos pés da árvore de Natal e, ao lado dele, os presentes que compramos para nossos filhos. Quando chegavam da Missa, era grande a alegria deles em ver os presentes ali bem juntinho de Jesus. Então, a nossa explicação era: o aniversário é de Jesus e Ele ganha muitos presentes; então, ele reparte com as crianças’. Foi assim que nossos três filhos cresceram na amizade com o Menino Jesus.”

Com essas experiências, podemos promover, em casa, essa visão do repartir. Aprendendo com o verdadeiro Papai Noel, que é São Nicolau, e aprendendo com a beleza dessa experiência com o Menino Jesus, podemos incentivar nossos filhos a serem como eles e tendo ganhado muitos presentes durante o ano, repartir com outras crianças que não tem. Que beleza será este Natal! E que alegria podemos dar a Jesus!

Um santo e feliz Natal para você!

Fonte: Canção Nova

Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Rua Cel. Aurelino,8 - Formiga-MG 37 3321-2955