previous arrow
next arrow
Slider

Eleições 2016: O cidadão consciente participa da política





?Para o cristão, é uma obrigação envolver-se na política. Nós, cristãos, não podemos fazer como Pilatos: lavar as mãos. Não podemos! Devemos nos envolver na política, pois ela é uma das formas mais altas da caridade, porque busca o bem comum. E os leigos cristãos devem trabalhar na política. Então, eu pergunto: A política está suja, por quê? Não será porque os cristãos se envolveram na política sem o espírito do evangelho? Faço-lhe outra pergunta: É fácil dizer que a culpa é do outro, mas o que eu estou fazendo? É um dever trabalhar para o bem comum, é um dever do cristão!?

Papa Francisco

Para refletir

  1. A política não é coisa suja; sujos são aqueles que a desvirtuam.
  2. Nem todo político é corrupto; há muita gente boa no meio do joio.
  3. É por meio do voto que escolhemos quem vai tomar conta de nossa cidade. Não tem outro jeito.
  4. Se os bons não participam, deixam o município na mãos dos espertalhões.
  5. Temos a obrigação de Cristão de nos informar sobre o candidato: quem é ele, o que já fez, que valores ele tem, quais são seus projetos.
  6. Voto não se troca por dinheiro, nem por amizade, nem por simpatia, só por competência.
  7. Não vote naqueles que já estão no poder há vários mandatos. A experiência nos mostra que mudar é melhor.
  8. Quanto mais nos afastamos da política, mais beneficiamos os desonestos. Nós não os perturbamos.
  9. É preciso coragem para substituir o que nos proporciona um bem individual e momentâneo por atitudes que promovem o bem comum.


Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Rua Cel. Aurelino,8 - Formiga-MG 37 3321-2955