previous arrow
next arrow
Slider

Com o Ressuscitado, tudo é diferente

“No Senhor, toda a graça e Redenção.” (Salmo 129)

Em meio à Pandemia do covid-19, essa liturgia é a resposta de esperança que traz vida aos corações desfalecidos.

O Senhor veio para nos conduzir à vida plena, e é Ele quem precisa habitar em nós, para que se cumpram as palavras de Paulo aos Romanos: “Se, porém, Cristo está em vós, embora o corpo esteja ferido de morte por causa do pecado, vosso espírito está cheio de vida, graças à justiça”.

Quem vive em Cristo está vivo hoje e sempre! É o Espírito que precisa viver em nós, pois, como o Espírito “ressuscitou Jesus Cristo dentre os mortos, vivificará também vossos corpos mortais por meio do seu Espírito que mora em vós” (Rm8,11).

Como diz o salmista: “Se levares em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir?”. Haverá de subsistir quem se voltar, com confiança, para o Rei de Misericórdia. (D. 83)

Lázaro representa os pecadores do mundo inteiro; e as almas eleitas é que cumprem o papel do dizer a Jesus: “aquele que amas está doente”. Certo do que vai realizar, Jesus respondi: “Essa doença não leva à morte; ela serve para a glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela”.

Os descrentes, no entanto, podem dizer: em meio à real desgraça mundial, onde está sendo glorificado o Filho de Deus?

Sim! Ele está sendo glorificado quando se levantam muitos “Tomés”, que, por vezes, são incrédulos ou desconfiados, mas que agora ousam dizer: “Vamos nós também para morrermos com ele”. E saindo de suas casas, não deixam o leito dos doentes, e passam, dia e noite, levando consolo, alívio e remédios. Há ainda Tomés que celebram o sacrifício em nome daqueles que não podem comungar do Corpo nem Sangue que traz vida e saúde para o corpo e a alma.

Jesus foi glorificado quando um idoso de 83 anos cruza, solitário, com passos firmes, embora mancando, o mundo inteiro para trazer-lhes misericórdia! Impedidos de tudo, incapazes de fazer algo de eterno por si mesmos, o Papa ergue o Cordeiro e traça o sinal da Cruz sobre todos que aceitam receber a luz que dissipa as trevas do medo e do desespero. Ele religa o Céu e a Terra. É o golpe de misericórdia que o inimigo não esperava. Há muitos meios que Jesus usa para chegar aos pobres pecadores.

“Jesus ficou profundamente comovido. (…) e Jesus chorou? Sim! Ele chorou! Diante da morte, Jesus chora.

Se Ele tivesse chegado antes de Lázaro morrer, Ele não viveria a dor da morte. Mas, como nós, Jesus sentiu a dor da saudade, do luto.

Tirai a pedra

Papa Francisco disse hoje na homilia: “Sou capaz de chorar? Como certamente o faria Jesus”. O Papa continua: “Peçamos a graça de chorar. Que, hoje, seja para todos nós o domingo do choro!

A morte não tem a Palavra final! Jesus disse: “Tirai a pedra” – essa é a parte que podemos fazer. Que pedra precisamos tirar hoje? Ajuda-me, Senhor, a discernir que pedra é essa!“

Lázaro, vem para fora!” Vem para a vida quem está morto.

Fonte: Canção Nova

Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Rua Cel. Aurelino,8 - Formiga-MG 37 3321-2955